Dicas para pilotar motos em estradas de terra

moto

Um motociclista sempre possui seu lado aventureiro, gosta de se arriscar em viagens longas, noturnas e até mesmo em estradas perigosas que exijam certa experiência e cuidado na hora de dirigir.

Um dos solos mais presentes e perigosos que os motociclistas costumam enfrentar durante viagens são os solos com lama, barro ou terra. Sabemos que para enfrentar solos “acidentado” e escorregadios, com obstáculos pela frente, será necessário o use de uma motocicleta específica para este tipo de trajeto. Além disso, muita experiência e responsabilidade na hora de colocar o pé na estrada e se dispor a se aventurar por ai, é preciso técnica na hora de se transpor entre objetos em qualquer tipo de terreno.

Para ter uma pilotagem segura, para fugir de perrengues nas estradas, e para adquirir experiência com segurança, separamos dicas valiosas que podem te ajudar na hora do sufoco em areas “perigosas”:

Cuidados antes de pilotar:

Fazer um check up é mais do que essencial, já que a sua moto será submetida a impactos, solos ruins, obstáculo, chuva e terreno lamacento, por isso é importante deixar tudo em dia para não ter imprevistos. Além disso, é extremamente importante estar devidamente trajado com todos os esquipamentos e acessórios corporais, como macacão, capacete, joelheiras, luvas, cotoveleiras e botas apropriadas.

Subidas Perigosas (ingremes, acidentadas)

O segredo para subidas assustadoras é acelerar antes mesmo de subir, com tranquilidade, assim você irá pegar o embalo da velocidade e continuar subindo. Outra dica importante é ter muito controle sobre a sua moto e sobre o acelerador, queimar um pouco a embreagem dando mais potencia para o motor evitando que a moto patine.

Em curvas

Muitos motociclistas costumam inclinar-se juntamente com a moto em curvas por influência do asfalto, já em solos acidentados, barrosos, com pedregulhos ou com muita lama a situação é diferente, devemos evitar freadas bruscas com freio dianteiro, isso impedirá a perca de aderência do solo. Além disso, para mantermos o controle da moto devemos jogar o peso do corpo na direção frontal, o mais perto do tanque possível, assim manteremos a roda dianteira com aderência ao solo. Como medida de segurança, devemos posicionar o pé (do lado da curva) para frente apontando para cima, pois além de transferir ainda mais o peso para frente, ele servirá como apoio. Saindo da curva podemos acelerar.

Em trechos alagados

Ao deparar-se com poças d’água, riachos não profundos ou água no caminha, é importante ter muita cautela para que não haja aquaplanagem, é necessário ter muito controle da moto e dosar o acelerador no momento. Já se o caminho estiver úmido e com pedregulhos, o perigo é ainda maior a melhor maneira de atravessar é ao lado da moto, e não pilotando-a.

Com lama

A melhor opção para terrenos com lama é diminuir a calibragem dos pneus, mantendo a moto mais equilibrada e com maior tração nas rodas. Não fazer freagens ou acelerações bruscas, caso isso não seja feito a queda é imprescindível.

Em caso de queda

Caso a queda seja inevitável, cuidado e auto controle são os pré requisitos para levantar. Para erguer a moto o processo é o mais simples possível, sim, você levantará pelo guidão, fazendo uma alavanca com o corpo, essa é a maneira mais eficiente de erguer e a mais fácil também e irá deixar a moto mais “leve”. Após o primeiro passo, se você estiver em condições e sem ferimentos, é hora de verificar possíveis danos no corpo da moto, como empenamento, o que é comum em quedas.